Nesse caminho pela terra, passamos por muitas experiências, muitas histórias. Uma forma de expressarmos essas vivências é através das artes: música, dança, teatro, artes visuais… Todas as artes expressam a interioridade do ser humano. 

 

Confira algumas de nossas produções em nosso canal do Youtube!

Ouça também as músicas do CD Sangue por sangue disponível no Spotify e Deezer.

Um de nossos baluartes, São João Paulo II afirma que o ser humano é um ser de interioridade. Este mesmo santo exorta aos artistas que têm vocação ao serviço da beleza que “quem tiver notado em si mesmo esta espécie de centelha divina que é a vocação artística” tem a “obrigação de não desperdiçar este talento, mas de o desenvolver para colocar ao serviço do próximo e de toda a humanidade” (João Paulo II na Carta aos Artistas de 1999). 

Nossa fundadora nos ensina que “Nossa arte nos permite alcançar a profundidade do homem e permite, a todo homem, alcançar a profundidade de Deus.” (Érika Vilela) 

O Papa Paulo VI em sua mensagem na conclusão do Concílio Vaticano II (1965) se dirige aos artistas dizendo “o mundo em que vivemos tem necessidade de beleza para não cair no desespero.” E através da beleza das artes desejamos anunciar a Beleza sem fim: Deus que é o princípio e fim de tudo! O Papa Francisco afirma que os artistas “(…) têm esta capacidade de criatividade muito grande e pelo caminho da beleza nos indicam o caminho a seguir.”

“Esta manifestação fundamental do «Deus-Mistério» apresenta-se como estímulo e desafio para os cristãos, inclusive no plano da criação artística. E gerou-se um florescimento de beleza, cuja linfa proveio precisamente daqui, do mistério da Encarnação. De fato, quando Se fez homem, o Filho de Deus introduziu na história da humanidade toda a riqueza evangélica da verdade e do bem e, através dela, pôs a descoberto também uma nova dimensão da beleza: a mensagem evangélica está completamente cheia dela.” (João Paulo II, Carta aos Artistas, 1999)

Tudo é dom, tudo é graça!