Comunidade Filhos de Maria Formação,Novidades Gotas de perseverança na sua quaresma

Gotas de perseverança na sua quaresma


(Texto por Emerson Goveia e locução por Júnior Vieira)

Gotas de Perseverança na sua quaresma
(Texto: @emersoncfm / Locução: @juniorvieira193)

Eu sou aquele tipo de pessoa metódica, que pra iniciar uma dieta eu preciso de uma segunda-feira.

E se na terça eu comer um doce, só na outra segunda pra recomeçar.

Calma, eu não tô fazendo dieta, eu posso explicar…

Percebi que eu estava perdendo tempo e era preciso economizar.
A nossa vida é só um instante e logo vai passar.

O Papa Francisco vai nos dizer na sua carta “Patris Corde” que na perspectiva da economia da salvação é de ternura na acolhida das fraquezas que eu vou precisar…

Logo, sim, eu preciso economizar…

Um pouco mais de ternura aprender e exercitar…
Essa pode ser a minha última quaresma e eu não posso desperdiçar.

Como pode alguém que tem medo de altura e o céu querer alcançar?

É preciso lançar fora todo medo e em altos vôos se lançar…
Se você mal começou e já se perdeu nos seus propósitos de quaresma, um caminho eu vou lhe dar…

É só pra quem tem medo de altura que a minha escada vou emprestar.

Mas como se eu tenho medo?
Vai com medo mesmo!

Sobre o ser metódico, tudo bem, mas no excesso se quebrantar…

Olhe pra sua quaresma e com ternura derrame umas gotinhas de perseverança…

Ainda dá tempo…

Se for preciso olhar os dias da semana com outros olhos, compre óculos, desembaça a lente e volte a enxergar…

Perceba na beleza de uma quarta-feira o seu verdadeiro e melhor lugar.

Por que não?

Faça dela o seu ponto de partida, o seu recomeçar…

O importante é o novo propósito, o tirar o pé do lugar.

Economize dias…

Suba sem medo…

É hora de se lançar…

Haa… Emerson, hoje não deu certo!
Calma, amanhã vai dar…

Vem comigo?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post

Um tempo…Um tempo…

(Texto e locução por Emerson Goveia)

Irmãos,
Desde o início, a realidade da pandemia já nos convida nas entrelinhas a adentrar no mistério da conversão. E chegado o tempo da quaresma percebo ainda mais como propício mesclarmos essas duas realidades na vivência desse convite.
Penso que o nosso coração deve se dilatar não somente na questão estatística da pandemia, mas também e a partir disso, numa vivência profunda daquilo que o Senhor nos chama: a santidade!
É preciso viver o tempo de chorar, mas também o tempo de viver.
O Papa Francisco nos convida nesse tempo a percebermos o impacto de nossas pequenas atitudes de caridade que vão muito além de simples gestos materiais, mas de gestos autênticos que aumentam a nossa esperança e fortalecem a nossa fé.
Quantos de nós, depois de meses em isolamento dentro de casa, não voltou a se alegrar por ver o nascer do sol ou o desabrochar de uma rosa de seu jardim? Os pequenos grandes gestos de Deus repetidos diariamente para nós e que não mais enxergávamos por estar mergulhados em nós mesmos, nos nossos trabalhos e estudos?
E por que perder de novo essas pequenas grandes alegrias?
Parece que o tempo vai passando e mais uma vez vamos nos perdendo no desejo de voltar a uma vida antiga, deixando reviver o homem velho…
O tempo da quaresma chega mais uma vez para nos renovar!
Como é belo tudo isso!
O Papa nos relembra ainda em uma de suas recentes catequeses sobre a pandemia, que esse tempo é um novo encontro com o Evangelho e que nos impulsiona a assumir as vestes novas de um Espírito criativo e renovado.
Por tanto, seja criativo! Deixe o Espirito Santo conduzir a sua situação atual e fazer de você um instrumento do “novo” no meio de nós.
Seja caridoso! Vá ao encontro!
Não permita que as águas da dor e do ressentimento paralise as suas atitudes.
Abramos os nossos corações numa atitude autêntica de obediência ao nosso bom pastor e sejamos hoje, nesse tempo, o instrumento necessário para que o irmão encontre o Cristo!
A você meu irmão, nessa quaresma, desejo que o Espírito Santo lhe ajude e cumule o seu coração de criatividade e bênçãos para que não fiquemos parados em nós mesmos, mas que sejamos pontes de encontro com o Cristo ressuscitado!
E então, qual será a sua atitude?

Quarta-feira de Cinzas: o que é?Quarta-feira de Cinzas: o que é?

Damos início hoje ao tempo quaresmal, período de quarenta dias que precede à Semana Santa. A Quarta-feira de Cinzas, assim como, a Sexta-feira Santa é um dia dedicado à penitência, contrição, jejum e abstinência de carne.

Neste dia abramo-nos ao Espírito Santo, para que Ele venha auxiliar-nos na escolha das nossas penitências pessoais, e também a fazer um bom exame de consciência. De modo que, revendo como está sendo a nossa vivência cristã, sejamos impelidos a voltar ao Senhor com maior dedicação, através, da oração, do jejum e da esmola e adentrar no convite que o Bom Deus faz a nós: “Convertei-vos e acreditai no evangelho”.

Ao recebermos as cinzas bentas sobre nossa fronte, aceitemos o convite de olhar para nós e lembrarmos que somos pó e para ele retornaremos (Gn 3,19), ou seja, refletir a nossa origem e o nosso fim, a fragilidade e brevidade de nossas vidas.

Que este dia traga esperança aos nossos corações, porque, como nos recorda o Papa Francisco, “Somos o pó amado por Deus, amorosamente, o Senhor recolheu em suas mãos nosso pó,  e nele, insuflou o seu sopro de vida”.

(Texto por Letícia Fagundes | Locução por Érika Teles)

Pilares da Quaresma (1/4)Pilares da Quaresma (1/4)

Pilares da Quaresma: Oração, jejum e Caridade

(Texto e locução por Érika Teles)

“Agora, diz o Senhor, voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos; rasgai o coração e não as vestes; e voltai para o Senhor, vosso Deus; ele é benigno e compassivo, paciente e cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo” (Joel 12, 12-13).

No tempo da quaresma, período de 40 dias em que nós, católicos nos preparamos para bem vivenciarmos a festa litúrgica mais importante do calendário cristão, a Páscoa do Senhor, a Celebração de sua Ressureição. Tendo início na quarta-feira de cinzas e seu termino na quarta-feira santa, a quaresma é tempo de conversão. Somos convidados a rever nossas práticas cristãs, nosso modo de vida e a voltar o nosso olhar para o Cristo, sentido de nossas vidas. Quaresma é tempo de voltarmos para o Senhor, silenciar e viver com Ele. Para nos ajudar na vivência desse tempo tão rico e fecundo a santa mãe Igreja nos propõe os seguintes pilares: a oração, o jejum e a caridade.